Ver em outros idiomas 4273 4197 3292 2979 
loading.........
 
London, Jan 31, 2012 AEST (ABN Newswire) - A Baobab Resources plc (LON:BAO) é um explorador de minério de ferro, base e metais preciosos com um portfolio de projetos de exploração em Moçambique. A Empresa se alegra em apresentar uma atualização de suas atividades no projeto Massamba Group de ferro / vanádio / titânio. IFC possui 15% de interesse participativo do projeto enquanto a Baobab possui os 85% restantes. Uma recente análise de viabilidade do nível exploratório do projeto acusou uma mineração verticalmente integrada, operação de beneficiamento de fusão de minério de ferro e relatou um valor líquido atual de 10% de desconto (NPV10) e uma taxa de rendimento interno de US$1.4 bilhões e 34% respectivamente (conforme anunciado na RNS de 29 de novembro de 2011).

DESTAQUES
- Perfuração de recursos definiram grandes áreas de mineração na região de Tenge. Resultados analíticos das 3 primeiras perfurações retornaram com 23 perfurações adicionais, as quais estão sendo atualmente analisadas.

- Perfurações interceptadas significantes incluem 115m com um grau de corte de 36%Fe com graus concentrados DTR próprios com media de 63%Fe, 0,9%V2O5, e 6.6%TiO2 com uma recuperação de massa de 37% em 19,5m em TGDH0002A.

- A empresa Coffey Mining Pty Ltd está dentro do prazo para completar a estimativa de recursos da região de Tenge até março de 2012, a qual tem potencial de adicionar de forma substancial ao atual inventário global de 324Mt .

- A equipe de gerenciamento do estudo de pré viabilidade (PFS) foi escolhida: contratos assinados com as empresas consultoras internacionais Coffey Mining e SNC-Lavalin assim como um dos especialistas mais respeitados da indústria Dr. John Clout.


O Diretor Executivo da Baobab, Ben James, comentou hoje: "A primeira rodada dos resultados de Tenge são encorajadores e demonstram uma forte correlação com as características dos teores dos blocos de recursos de Ruoni Norte e Ruoni Sul. Se espera que recurso de Tenge, com data prevista para março, aumente a base global de recurso muito mais adiante do que o planejado pela Baobab, 300Mt, o que permitirá um aumento da produção.


"A empresa também selecionou uma excelente equipe de especialistas da indústria para completar o estudo de pré viabilidade com cautela e se anima ao atualizar regularmente seus investidores sobre o progresso."


PERFURAÇÃO DE RECURSOS EM TENGE
Tenge/Ruoni é a área mais ao leste das perfurações feitas no Campo de Massamba. As perfurações Tenge/Ruoni estão progredindo rapidamente e foi interceptado um bloco altamente mineralizado com uma espessura que varia de 60m a 150m. A mineralização ocorre em estruturas sinformais com a dobra inclinando-se suavemente para o oeste-noroeste. As campanhas de exploração na área potencial foram divididas em três blocos de recursos:


- Ruoni Norte: representa 1km de descobertas ao longo da região norte da obra. Foram completados até hoje 30 perfurações de circulação reversa (RC) e diamantes através de sete trajetórias formando um agregado total 5.750m. A perfuração intersectou um robusto bloco de mineralização com uma superfície de inclinação de 25 graus a 50 graus para o sudoeste.

No dia 31 de outubro de 2011, a empresa estimou um Recurso Inferido de 93Mt em Ruoni Norte. Perfurações adicionais foram completadas em seguida e a Empresa está confiante que partes do recurso Inferido serão elevados ao que for indicado uma vez que os resultados de análise forem retornados.

- Ruoni Sul: representa 1.2 km de linha de falha ao longo da região sul da obra. Até hoje foram completados 27 perfurações RC e diamante com um agregado total de 5.200m. A mineralização na área de Ruoni Sul tem geralmente um ângulo mais íngreme (c.65 graus ao norte).

No dia 7 de dezembro, a Empresa estimou um Recurso Inferido de 56Mt em Ruoni Sul. Estamos particularmente interessados nos graus concentrados de 0,9% V2O5 que é 12% maior que os resultados anunciados de Ruoni Norte e aproximadamente 28% maior que os graus concentrados indicados nas áreas de exploração da Zona Sul e Chitongue Grande.

- -Tenge: representa a zona principal onde a falha se dobra e tem um comprimento de 1.3km. Um programa de perfuração de diamantes e circulação reversa (26 perfurações) de 4.800m já foi completado.

A empresa consultora Coffey Mining Pty Ltd está atualmente desenvolvendo um modelo geológico do bloco Tenge e espera finalizar uma estimativa dos recursos durante o mês de março deste ano. Todos os relatórios de recursos são elaborados de acordo com as diretrizes do JORC (Comitê Australiano de Reservas de Minério) .

Resultados da análise para perfuração de diamantes TGDH0002, 2A e 6 foram feitos. Uma amostra de preparação de 0,5m a 1m de intervalo composto foi elaborada pelo laboratório ACT-UIS em Tete, Moçambique, antes de serem enviados para os laboratórios ALS Chemex em Perth, Oeste da Austrália, para compostos adicionais (máxima distância de 6m), análises Davis Tubes Recovery (DTR) e Espectrometrias por Raio X Fluorescentes (XRF).

PANORAMA DO PROJETO TETE

O projeto Tete está localizado na rica província de Tete em Moçambique. Esta província possui um das maiores e inexploradas reservas de carvão do mundo, e com estimativas apontando para uma produção de 20% de todo carvão de coque do mundo até 2015, caminhando rapidamente para tornar-se um centro industrial e de mineração de grande significância global.

Imediatamente ao sul da propriedade de Baobab, e dividindo a licença da fronteira com a empresa, estão localizados 15Bt de recursos de carvão de coque e térmico que estão sendo produzidos pelas duas maiores empresas mineradoras do mundo, Rio Tinto e Vale, juntamente com os melhores produtores de aço, Tata Steel, Nippon Steel e Posco. Outras empresas operadoras na área incluem empresas listadas na AIM, Beacon Hill Resources plc, Ncondezi Coal Company plc e Eurasian Natural Resources Corporation plc (ENRC).

Energia hidrelétrica de tarifa baixa está prontamente disponível na represa Cahora Bassa ci 2,075megawatts. Estudos estão sendo feitos para expandir a capacidade da represa com uma adicional de 1300 megawatts. Um novo esquema de 1500 megawatts em Mphanda N'kuwa, também no Zambeze, está em uma fase avançada de planeamento e pronta para começar em 2015. A empresa acredita que será capaz de negociar preços das tarifas a um terço, ou um quarto, dos custos de geração de energia na Austrália ou Oeste da África, que terão um impacto significativo nos futuros custos operacionais.

A linha de trem que conecta Tete ao porto de Beira está sendo reformada, assim como o porto. O porto de águas profundas de Nacala e a linha de trem que liga o porto com o interior também está sendo reformada sob os auspícios de um consórcio incluindo o governo de Moçambique, Vale e o Banco Mundial. Um estudo de ordem de grandeza do custo do transporte foi completado em uma linha de trem de grande uso para o porto de Greenfields situado a 500km de Tete.

O projeto abrange a parte central do Complexo Tete Mafic e contem duas áreas de mineração de titânio-magnetita / ilmenita: a área de Singore ao sul e o Grupo Massamba ao norte. O Grupo Massamba é composto de três projetos (Chitongue Grande, Chimbala e Zona Sul) formando uma tendência de 8km de distância e o prospecto de 3,5km de distância ao leste de Tenge / Ruoni.

A partir dos programas de exploração de êxito de 2009 e 2010, a Baobab acelerou suas atividades em 2011 para atingir duas metas: definir uma base de recurso mínima de 300Mt na qual um Estudo Exploratório será finalizado. A Empresa terminou uma campanha agressiva de perfuração de 40,000m que resultou na expansão da base global de recurso para uma medida intermediária de 324Mt (favor consultar a RNS do dia 7 de dezembro de 2011 para mais detalhes). Um relatório adicional sobre os recursos em Tenge, previsto para ser divulgado em março de 2012, irá aumentar o inventário mais uma vez, empurrando- o para 500Mt.

O Estudo Exploratório, realizado por consultores independentes e com uso de tecnologias de beneficiação e fusão convencionais, avaliou duas situações de produção:

- Cenário 'A' : produção de caso-base de 3Mtpa de concentrado de titânio-magnetita e 0.5Mtpa de concentrado de ilmenita para exportação. Estimativa de dispêndio de capital inicial (capex) de US448M.

- Cenário 'B' : aproveitando o acesso do Projeto a tarifas baixas de energia hidrelétrica e proximidade estratégica a reservas de carvão térmico para adicionar maior valor no local através da fundição à boca da mina de 1Mtpa de ferro-gusa. Estimativa inicial de capex de US$690M.

Enquanto o cenário'A' do caso de base demonstrou fundamentos viáveis do Projeto, as otimizações e modelos financeiros do cenário 'B' com uma taxa de desconto de 10% forneceram uma economia convincente no valor presente liquido (NPV10) antes de impostos e uma taxa de rendimento interno (IRR) de US$1,4 bilhões e 34% respectivamente. A media esperada do fluxo de caixa liquido após o capex, no modelo de 25 anos de vida da mina é de US$275 milhões.

Os resultados do estudo exploratório demonstram claramente o valor acrescentado dos planos para fundição local de ferro-gusa e sublilnha as vantagens estratégicas da geografia única do Projeto no que à infra-estrutura e recursos complementares diz respeito. Produzindo um valor superior, produto de alta demanda irá não só ampliar a base de mercado, mas também reduzir a necessidade de concorrer para o acesso ferroviário e portuário. O potencial de vanádio continua a ser modelado e poderia acrescentar valor a este projeto. Redução de custos de entrada através de contratos a longo prazo de carvão nacional e co-produção local de energia também precisam de ser avaliados, enquanto a base de recursos em expansão Tenge/Ruoni, subjacente a uma significativa existência útil de exploração de mais de 30 anos, permite margem para aumentar a produção.

Para obter um resumo detalhado do Estudo Exploratório, favor consultar a RNS do dia 29 de novembro de 2011.

ESTUDO DE PRÉ VIABILIDADE

Um detalhado programa de trabalho e estudo de pré-viabilidade (PFS) foi planeado e elaborado. A empresa contratou consultoras líderes em engenharia, mineração e meio-ambiente de modo para completar os vários aspectos do estudo.
O PFS será coordenado fora da Austrália pelo gestor de projeto Baobab, Christian Kunze. O senhor Kunze tem um Mestrado em Engenharia mecânica/ administração de empresas e 20 anos de experiência internacional em gestão de projetos de desenvolvimento de minério de ferro, engenharia industrial e fabricação de aço. Ele trabalhou com especialistas da indústria incluindo a Siemens VAI e ProMet Engineers, e tem uma rede bem estabelecida de profissionais associados em África, Estados Unidos da América, Ásia e Austrália. A maior qualidade do senhor Kunze encontra-se na combinação da compreensão técnica e comercial dos projetos.

O componente de processamento de minerais do estudo será supervisionado por um consultor, o doutor John Clout. O Dr. Clout é um especialista em petrografia do minério de ferro, metalurgia, beneficiamento, processamento e marketing a jusante. Ele foi o chefe do departamento de estratégia de recursos na FMG, posição na qual ele desempenhou um papel fundamental para o sucesso da empresa. Ele é ex-diretor da CSIRO e tem prestado assessoria em processamento mineral a empresas, tais como Rio Tinto, BlueScope, OneSteel, Robe River, Hancock e WISCO. O John ocupa o cargo de Professor Adjunto da matéria Processamento de Minerais na Faculdade de Engenharia Mecânica e Química, da Universidade de Western Australia.

A Coffey Mining tem sido seleccionada para completar os aspectos de mineração, recursos e ambientais do PFS. A Coffey tem mais de 50 anos de experiência como especialista em consultoria de mineração operando em mais de 60 países em todo o mundo e tem contribuído para estudos de viabilidade de minério de ferro para clientes como FMG, Atlas Iron, Robe River, BHP Biliton, Gibson Iron, OneSteel, Hnacock Prospecting, Grange Resources, Brockman Resources e Midwest Cooperation.

A SNC-Lavalin foi selecionada como a consultora de engenharia e infra estrutura. A SNC-Lavalin é um dos maiores grupos do mundo de engenharia e construção, consistentemente classificada como uma das dez melhores empresas de design internacional pela Engineering News Record. Como fornecedora de serviços de engenharia, aquisição, construção e gestão de projeto, a SNC-Lavalin tem a capacidade de conduzir o projeto Tete a partir da fase de viabilidade até à execução do projeto propriamente dito. Recentemente, executou estudos relativos ao beneficiamento de magnetite e projetos de areias minerais pesadas, tais como o Projeto North Star Magnetite da FMG, o Projeto Valentines Magnetite de Zammin Ferrous e o Projeto Grand Cote Mineral Sands.

A informação contida neste comunicado a respeito de Resultados de Exploração é baseada em informação compilada pelo Diretor Ben James (BSc). O senhor James é membro do Instituto de Exploração Mineira e Metalurgia da Australia-Ásia, é uma pessoa competente tal como definido no Código de Registo dos resultados de exploração, recursos e reservas minerais da Austrália-Ásia, e consente a inclusão de matérias no relatório, com base na informação, na forma e contexto que nele figuram.

Para ter acesso ao comunicado completo, incluindo os resultados, por favor consultar:
http://media.abnnewswire.net/media/en/docs/71457-LON-BAO-20120201.pdf


Sobre Baobab Resources plc

Baobab Resources plcBaobab Resources plc (LON:BAO) é uma mineradora sediada na Austrália, com ações na bolsa de valores de Londres (código AIM:BAO), e que está a desenvolver em Moçambique projetos de minério de ferro, titânio, vanádio, fosfato, cobre, manganês, ouro e níquel.


Contato

Baobab Resources PLC
Ben James: Managing Director
Tel: +61 8 9430 7151
Jeremy Dowler: Chairman
Tel: +44 1372 450529

Grant Thornton Corporate Finance
Gerry Beaney / David Hignell
Tel: +44 20 7383 5100

Shore Capital Group
Jerry Keen / Toby Gibbs
Tel: +44 20 7468 7964

Fortbridge Consulting
Matt Beale
Tel: +44 7966 389 196



Empresas relacionadas

Baobab Resources plc        

ABN Newswire Esta página foi acedida:  (Últimos 7 dias: 6) (Últimos 30 dias: 22) (Desde Publicado em: 4273) 
ANALYTICS: LOGIN HERE

Baobab Resources plc NEWS: RECENT VISITS (2264)

Ver em outros idiomas 4273 4197 3292 2979  (14741)