Ver em outros idiomas 5954 4010 3562 3443 
loading.........
 
London, Mar 4, 2013 AEST (ABN Newswire) - Baobab Resources Plc (LON:BAO), a empresa de exploração de minério de ferro, de base e de metais preciosos, com um portfólio de projetos de exploração em Moçambique, tem o prazer de apresentar os resultados de testes pirometalúrgicos no seu projeto de ferro gusa, vanádio e titânio de Tete (o "Projeto de Tete"), onde detém 85% de participação e International Finance Corporation ('IFC') detém 15%.

DESTAQUES

Os trabalhos de teste pirometalúrgicos à escala piloto confirmaram uma capacidade de produzir um produto de ferro gusa de baixa impureza com o minério de ferro da Baobab e carvão térmico local de Moçambique.
- Os testes de redução e fundição foram conduzidos utilizando concentrados de granulação grossa provenientes do bloco de recursos de Tenge nos laboratórios da Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRO) na Austrália.
- Teste de redução usando um simulador de forno rotativo, produziu resultados muito promissores com excesso de 70% de metalização a ser alcançada após um curto tempo de permanência utilizando carvão térmico obtido localmente como agente redutor.
- As amostras provenientes dos ensaios nos fornos rotativos foram indutivamente fundidas num cadinho para produzir um disco limpo de ferro gusa apresentando 97% Fe (a 1,8 % C) e contendo um nível muito baixo de titânio de 0,002 %.

O Sr. Ben James, Diretor Geral da Baobab, comentou hoje: "os resultados dos testes pirometalúrgicos assinalam um marco importante para o projeto. Duas questões críticas foram respondidas: os carvões térmicos locais irão trabalhar no processo de redução e o titânio irá separar do ferro quando fundido? Em ambos os casos a resposta é um retumbante sim. Agora possuímos evidência física e empírica bem clara para apoiar a convicção da Empresa de que podemos explorar o acesso único do projeto a carvão térmico de baixo custo nos limites da licença com o minério de ferro da Baobab para produzir um ferro gusa de alta qualidade / baixa impureza na curva inferior de custo."

TRABALHO DE TESTE PIROMETALÚRGICO

AMOSTRAS SELECIONADAS

Os testes foram conduzidos nos laboratórios da Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRO) em Melbourne, Austrália, usando concentrados cobbed secos de -6,3 e -3,35 mm provenientes do depósito de ferro de Tenge. A fração subdimensionada de -0,150 mm foi removida das amostras de concentrado antes do teste de redução. Consulte a RNS datada de 16 Julho de 2012 para detalhes completos dos resultados do programa de trabalho de teste de beneficiamento.

Foram coletadas amostras de 50kg de carvão térmico local de duas operações comerciais em área imediata de Tete. As amostras de carvão representam um derivado misto que é produzido durante o processo de lavagem de carvão e, não sendo atualmente considerado viável para exportação, está sendo estocado.

RESULTADOS DOS TESTES DE REDUÇÃO

Os testes iniciais de redução foram realizadas utilizando um simulador de forno rotativo à escala piloto que foi calibrado com fornos de redução de ilmenita em operação na Austrália Ocidental. O objetivo do trabalho de teste foi de aumentar o conteúdo metálico de ferro dos concentrados de Tenge antes de imputação direta a um forno de arco elétrico, que é projetado para produzir ferro-gusa e escórias em TiO2. Baobab está a considerar um forno rotativo como reator e utilizar um carvão térmico local como agente redutor. Testes de torras redutivas nos concentrados quebrados secos de -6,3 e -3,35 a 1100 °C obtiverem em excesso de 70% de metalização após apenas 30 minutos de permanência no forno. Foram estabelecidas taxas de adição de carvão, temperaturas e tempos de redução para simular aquelas utilizados por atuais produtores de ferro gusa utilizando alimentação de titanomagnetita.

RESULTADOS DOS TESTES DE FUNDIÇÃO

Um forno aquecido indutivamente foi utilizado para confirmar a capacidade de produzir ferro-gusa a partir das amostras de ferro reduzidas e determinar a qualidade do ferro-gusa. As amostras dos ensaios de torra de redução foram aquecidas indutivamente e derretidas em um cadinho para produzir um disco limpo de ferro gusa com pouca escória.

O teste não foi fundido e, por conseguinte, contém algum enxofre e fósforo que de outro modo seria esperado que fosse removido com a escória e com tratamento metalúrgico secundário na panela após toque. De igual modo muito do Vanádio teria sido removido do metal quente e recuperado como escória rica em vanádio-antes da produção final de ferro gusa. O baixo teor de Carbono do ferro-gusa não é representativo do produto de Forno de Arco Submerso que é esperado ser na ordem de 3,5 %.

A análise química do disco de ferro na tabela confirma que o ferro-gusa após tratamento completo é susceptível de satisfazer uma especificação típica de ferro gusa (EN 10 001:1990 ;GOST 805-95 ) para fabricação de aço em Forno Eléctrico de Arco (EAF). De especial importância é o nível muito baixo de Titânio (Ti), demonstrando que o processo é capaz de remover componentes deletérios críticos a partir do material de recurso original.
 
------------------------------------------------------------------------------
Produto             Ensaios (%)
------------------------------------------------------------------------------
                    Fe     C    S     P     Ti    V     Cu    Ni    Co    Cr
------------------------------------------------------------------------------
Ferro Gusa 
(derretido -1 
ferro [A])         97.0#1 1.76 0.200 0.161 0.002 0.102 0.037 0.209 0.045 0.175
------------------------------------------------------------------------------
#1 - Fe aproximado por diferença, análise de Carbono e Enxofre por LECO e outras análises por ICP OES.
Veja imagens visitando:
http://media.abnnewswire.net/media/en/docs/74769-BAO_AIM_20130304.pdf


Sobre Baobab Resources plc

Baobab Resources plcBaobab Resources plc (LON:BAO) é uma mineradora sediada na Austrália, com ações na bolsa de valores de Londres (código AIM:BAO), e que está a desenvolver em Moçambique projetos de minério de ferro, titânio, vanádio, fosfato, cobre, manganês, ouro e níquel.

 


Contato

Baobab Resources plc
T: +61-8-9430-7151
F: +61-8-9430-7664
WWW: www.baobabresources.com



Empresas relacionadas

Baobab Resources plc        

ABN Newswire Esta página foi acedida:  (Últimos 7 dias: 5) (Últimos 30 dias: 20) (Desde Publicado em: 3562) 
ANALYTICS: LOGIN HERE

Baobab Resources plc NEWS: RECENT VISITS (2882)

Ver em outros idiomas 5954 4010 3562 3443  (16969)